Imagem de Morungaba Imagem de Morungaba Imagem de Morungaba Imagem de Morungaba
Justiça Eleitoral promove revisão do eleitorado em Morungaba a partir de Fevereiro
04.fev

Justiça Eleitoral promove revisão do eleitorado em Morungaba a partir de Fevereiro

A Justiça Eleitoral fará revisão do eleitorado de Morungaba a partir do próximo dia 4 de fevereiro. O comparecimento é obrigatório a todos os eleitores inscritos ou transferidos até 20 de setembro de 2015, no Município de Morungaba, pertencente à 58.ª Zona Eleitoral (Itatiba-SP).

Os eleitores de Morungaba terão de 4 de fevereiro a 19 de dezembro deste ano para comparecerem ao Cartório Eleitoral,  das 12h às 18h, na Rua Nair Soares de Macedo Fattore, n° 200 - Vila Santa Clara, em Itatiba.

O atendimento deve ser agendado no site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP).

O não comparecimento implicará no cancelamento do título de eleitor. Para agendar o atendimento, basta acessar o site do TRE-SP,www.tre-sp.jus.br, em seguida clicar em “Serviços ao Eleitor” e, depois, em “Agendar Atendimento”.

Feito o agendamento, basta comparecer ao Cartório Eleitoral no dia indicado, portando os seguintes documentos pessoais:

- carteira de identidade (RG);

- carteira emitida pelos órgãos criados por lei federal, controladores do exercício profissional;

- certidão de nascimento ou casamento;

- certificado de quitação do serviço militar;

- instrumento público do qual se infira, por direito, ter o eleitor idade mínima de 16 (dezesseis) anos, e do qual constem, também, os demais elementos necessários à sua qualificação;

- carteira nacional de habilitação (CNH), com exceção para os alistandos.

E os seguintes documentos para comprovação de residência:

-  conta de luz, água ou telefone, em nome do eleitor (emitidos ou expedidos nos 3 meses anteriores ao comparecimento do eleitor ao Cartório) ou;

-  envelopes de correspondência ou nota fiscal de entrega de mercadoria em nome do eleitor (emitidos ou expedidos nos 3 meses anteriores ao comparecimento do eleitor ao Cartório) ou;

- contracheque ou cheque bancário em que conste endereço e nome do eleitor ou;

- contrato de locação em nome do eleitor ou;

- documento expedido pelo INCRA ou

-  declaração do proprietário do imóvel de que o eleitor ali reside em razão de locação, comodato ou outras modalidades de cessão da posse, acompanhado de um dos documentos acima discriminados em nome do proprietário.

Os documentos comprobatórios de residência poderão ser utilizados pelo cônjuge, filhos, tutelados ou sob guarda e demais descendentes, desde que comprovem essa situação.